Fundação para o Despertar da Mente (Awakening Mind )


Pagina Inicial

Publicações

Contato

Um Curso Em Milagres

Eventos

I. A Seleção de Pacientes

Todos os que são enviados a ti são teus pacientes. Isso não significa que tu os seleciones, nem que escolhas que tipo de tratamento é adequado. Mas significa que ninguém vem a ti por engano. Não há erros no plano de Deus. Seria um erro, contudo, assumir que sabes o que oferecer a cada um que vem. Isso não cabe a ti decidir. Há uma tendência a assumir que estás sendo chamado a fazer sacrifícios constantes de ti mesmo por aqueles que vêm. Isso dificilmente poderia ser verdadeiro. Exigir qualquer sacrifício de ti mesmo é exigir sacrifício de Deus e Ele nada conhece acerca do sacrifício. Quem poderia pedir à Perfeição que seja imperfeita? Quem, então, decide o que cada irmão necessita? Certamente não tu, que ainda não reconheces quem é que pede. Há Algo nele que te dirá, se ouvires. E essa é a resposta: ouve. Não exijas, não decidas, não sacrifiques. Ouve. O que ouves é verdadeiro. Deus mandaria Seu Filho a ti sem estar certo de que reconheces as suas necessidades? Pensa no que Deus está te dizendo: Ele precisa da tua voz para falar por Ele. Que outra coisa poderia ser mais santa? Ou uma dádiva maior a ti? Preferirias escolher quem vai ser deus, ou ouvir a Voz d’Aquele que é Deus em ti?

Os teus pacientes não precisam estar fisicamente presentes para que os sirvas em Nome de Deus. Isso pode ser difícil lembrar, mas Deus não deixará que as Suas dádivas a ti sejam limitadas às poucas pessoas que, de fato, vês. Podes ver outros também, pois ver não se limita aos olhos do corpo. Alguns não precisam da tua presença física. Precisam de ti tanto, ou talvez até mais, no instante em que são mandados. Tu os reconhecerás sob qualquer que seja a forma que possa ser mais útil para ambos. Não importa como vêm. Serão mandados na forma que for mais útil: um nome, um pensamento, um retrato, uma idéia, ou talvez apenas um sentimento de tocar alguém em algum lugar. A união está nas mãos do Espírito Santo. Não pode falhar na sua realização.
Um terapeuta santo, um professor avançado de Deus, nunca esquece de uma coisa: ele não fez o currículo da salvação, nem estabeleceu a sua parte nele. Compreende que a sua parte é necessária ao todo, e que através dela ele reconhecerá o todo quando a sua parte estiver completa. Por enquanto, ele tem que aprender, e seus pacientes são os meios que lhe são enviados para esse aprendizado. O que poderia ele ser, senão grato por eles e para com eles? Eles vêm trazendo a Deus. Recusaria ele essa Dádiva por uma pedrinha, ou fecharia a porta ao Salvador do mundo para deixar entrar um fantasma? Que ele não traia o Filho de Deus. Aquele que o chama está muito além da sua compreensão. Contudo, não se regozijaria ele por poder responder, se só assim será capaz de ouvir o chamado e compreender que é o seu próprio?

<<--    -->>

PSICOTERAPIA - Propósito, Processo e Prática

 


http://www.awakening-mind.org (English)

You are welcome to share the ideas found here. If you would like to participate
in distributing these materials, please contact us. We love to hear from you.

Política de Privacidade